Início Política ABC Imóvel em São Bernardo abrigará primeira Fábrica de Cultura modelo 4.0

Imóvel em São Bernardo abrigará primeira Fábrica de Cultura modelo 4.0

Área que será transferida ao Estado terá unidade com novos equipamentos e espaços voltados à inovação e ao desenvolvimento de tecnologias

 

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo receberá nesta quinta-feira (25), às 10h, as chaves do prédio da futura Fábrica de Cultura 4.0 de São Bernardo, no ABC paulista. A unidade, a primeira com atividades voltadas à tecnologia e à inovação, ficará no terreno que abrigaria o Museu do Trabalho e do Trabalhador (MTT), que foi transferido ao Governo de São Paulo. A entrega será oficializada pelo prefeito do município, Orlando Morando (PSDB), para o Secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão.

Além das atividades tradicionais das Fábricas de Cultura (cursos de formação artística e ações ligadas ao teatro, à dança, à música e ao circo), a unidade de São Bernardo será um polo de desenvolvimento de tecnologias e das artes digitais. Com 5.428 metros quadrados, o espaço terá uma praça digital, uma “bibliotech” e áreas destinadas à robótica, programação e games. Também será disponibilizada estrutura de um coworking para incentivar a troca de experiências entre empreendedores e agentes culturais. “Estamos ampliando o escopo do programa Fábricas de Cultura e tornando-o mais relevante para os jovens de São Paulo, que a partir de agora poderão ter uma formação consistente em atividades culturais e criativas que envolvem tecnologia, como games e realidade virtual”, explica o secretário Sérgio Sá Leitão.

 

Após a transferência da administração, que marca a conclusão das obras de infraestrutura, a Secretaria iniciará as intervenções internas e a compra dos equipamentos para colocar o espaço cultural 4.0 em funcionamento. A previsão é de que a unidade seja entregue à população até o final deste ano.

Essa será a 12a Fábrica de Cultura em São Paulo – e a segunda fora da Capital. A primeira está em Diadema, na Região Metropolitana. A gestão será feita pela Organização Social Catavento Cultural e Educacional, responsável por outras cinco Fábricas na zona leste paulistana. “Ao unir a arte e a tecnologia, a Fábrica de Cultura 4.0 de São Bernardo será a referência para as demais fábricas e também para as que serão implantadas futuramente”, diz Sá Leitão.

Histórico

A história da Fábrica de Cultura de São Bernardo começou em 2017, quando um convênio entre a prefeitura e o Estado tornou possível a utilização do terreno, que já contava com obras do Museu do Trabalho e do Trabalhador. A área seguia embargada pela Justiça Federal desde dezembro de 2016, após os desdobramentos da Operação Hefesta, da Polícia Federal. Em setembro de 2019, a Justiça permitiu a retomada dos trabalhos e a conclusão do projeto que agora abrigará a Fábrica de Cultura.

Deixe uma resposta