O Ministério Público vai recomendar à CBF a suspensão de todas as partidas de futebol no Brasil. A carta deverá ser assinada em conjunto pelos presidentes das comissões estaduais que tratam da segurança nos estádio.

O debate sobre a paralisação no futebol brasileiro ganhou grande proporção depois do apelo do técnico Lisca, do América-MG, antes da partida contra o Athletic, pelo Campeonato Mineiro. O treinador lembrou dos técnicos que morreram vítimas da Covid-19 (Marcelo Veiga e Ruy Scarpino), além de outros colegas que tiveram que ser hospitalizados.

– Eu faço um apelo a CBF para dar um tempo nessa Copa do Brasil. Para que a gente adie um pouco esses jogos, né? Nós vamos jogar só no dia 18, talvez até lá. Mas, tem jogos já agora na próxima quarta-feira. E eu tenho certeza que meus colegas também estão preocupados. Eu sou pai de família, tenho duas filhas e uma esposa. Eu quero viver, gente – proclamou Lisca.

Por outro lado, dois estaduais já suspenderam os campeonatos – casos de Ceará e Santa Catarina. A CBF, por sua vez, ainda não fez nenhum pronunciamento oficial. O Governador do Ceará, Camilo Santana, disse ao ge que acredita na suspensão da Copa do Brasil e do Nordeste por parte da CBF.

Pelo calendário do futebol brasileiro, os meses de fevereiro a maio são dedicados aos estaduais, além da Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Além disso, há também o início das competições internacionais (Libertadores e Sul-Americana) e as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Já o Campeonato Brasileiro está previsto para começar em junho.

Informações: G1

Deixe uma resposta