Início Política ABC MP afasta mais de 280 funcionários da Câmara Municipal de São Bernardo

MP afasta mais de 280 funcionários da Câmara Municipal de São Bernardo

Da redação

Nesta quinta-feira (15), o desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Carlos Bueno, acatou liminar do Ministério Público pedindo o afastamento de 283 assessores comissionados da Câmara Municipal de São Bernardo do Campo, por entender que as atribuições descritas não são compatíveis com cargos de confiança.

A partir de amanhã, 283 funcionários comissionados serão afastados do Legislativo, sem remuneração. A liminar permite que apenas os chefes de gabinete continuem atuando em suas funções, até a decisão final que deverá sair apenas em fevereiro, quando os órgãos judiciários retornam do recesso parlamentar.

“Isso inviabiliza o funcionamento da câmara e o atendimento à comunidade”, afirmou José Luis Ferrarezi (PT), vereador e presidente da Câmara Municipal de São Bernardo do Campo. “Amanhã vamos recorrer junto ao Tribunal de Justiça pedindo que o desembargador nos dê um efeito suspensivo até o julgamento final”, reiterou.

“Espero que seja uma decisão temporária, pois a câmara parou”, disse o vereador Julinho Fuzari (PPS). “Talvez eles não conheçam o tamanho da cidade que estão paralisando”, completou o parlamentar. “Entramos em recesso parlamentar ontem, mas recesso não significa que a câmara fica fechada, o começo do ano é quando as pessoas mais procuram os vereadores. Como serão atendidas?”, indagou.

 

 

 

 

Deixe uma resposta