Início Política ABC Prefeitura de São Bernardo entrega “Casa Convida” aos primeiros pacientes

Prefeitura de São Bernardo entrega “Casa Convida” aos primeiros pacientes

Equipamento com 11 leitos oferece quarentena aos doentes leves com maior vulnerabilidade e dificuldade de isolamento na própria residência

 

Em mais uma importante ação de combate e disseminação do novo coronavírus, a Prefeitura de São Bernardo entregou nesta sexta-feira (03/07), a “Casa Convida”, equipamento com 11 leitos e que abrigará os doentes leves com maior vulnerabilidade e dificuldade de isolamento na própria residência.

 

O local,  situado no Jardim do Mar, teve início dos trabalhos marcado pela recepção aos dois primeiros pacientes (Amélia Costa Miranda, de 83 anos, e Laurita Marques da Silva, de 47 anos, mãe e filha). O encaminhamento de pacientes se dá pelas Unidades Básicas de Saúde.

 

A iniciativa tornou-se viável a partir do estudo epidemiológico nos bairros do município e a testagem em massa em grávidas e idosos com comorbidades, bem como a identificação dos casos suspeitos e também dos positivos, que não têm a possibilidade de isolamento preconizada pelo Ministério da Saúde, como por exemplo dois quartos na casa.

 

“Identificamos que a doença está se espalhando com maior rapidez nos bairros mais carentes e essa é uma alternativa de isolamento e cuidado que o município está oferecendo aos pacientes que não têm condições de fazer isso em casa. Um investimento que vale a pena para quebrarmos a cadeia de transmissão”, declarou o prefeito Orlando Morando.

 

A Casa Convida disponibiliza nove cuidadores (24h) e também a visita de um enfermeiro todos os dias na unidade. A equipe fará o acompanhamento e monitoramento dos residentes durante o tratamento. O médico fará atendimento no local sempre que for necessário.

 

“Quando o paciente apresenta os primeiros sintomas, mesmo que ainda não tenha saído o resultado do exame, e ele se encaixe nos critérios de vulnerabilidade, a equipe de Saúde que estiver assistindo este doente fará o convite para que ele passe a quarentena no nosso novo equipamento. Após 14 dias de isolamento e mais 72 horas sem sintomas, ele estará de alta e poderá voltar para sua própria casa”, explicou o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho.

 

PRIMEIRAS PACIENTES – Mãe e filha, residentes da Vila São Pedro com outras 5 pessoas, Amélia Costa Miranda, de 83 anos e Laurita Marques da Silva de 47 anos, foram as primeiras pacientes que optaram pelo tratamento na Casa Convida porque não conseguiriam se isolar de seus familiares e corriam o risco de transmitir a doença para eles.

 

“Minha mãe está começando a desenvolver Alzheimer e como sou eu quem cuido dela, acabamos ficando doente juntas. As outras pessoas da família trabalham e não poderiam cuidar de nós. E ao mesmo tempo, eu não posso sair de casa durante a quarentena, sequer para pegar os remédios dela, então achei uma ótima alternativa. Estamos sendo bem assistidas”, afirmou Laurita.

 

INSTALAÇÕES – Uma antiga residência terapêutica foi adaptada para receber as instalações da Casa Convida. São 11 leitos, que serão separados em ala masculina e feminina, positivos e suspeitos. O morador é orientado de como fazer a mala de roupa, o que pode levar ou não para a Casa, bem como as regras de convívio do espaço.

 

As roupas de cama e banho são fornecidas e trocadas todos os dias, pelo município. Os pacientes recebem 6 refeições diárias, todas em embalagens descartáveis e equipamentos de proteção individual, como máscara e álcool gel. Para se comunicarem com seus parentes e amigos, a Casa oferece também wi-fi aos moradores.

Deixe uma resposta