Centro de Formação Esportiva, fruto de convênio entre a Prefeitura de Santo André e a Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo assinado em 2017, será ampliado. Atualmente com quatro modalidades disponíveis – basquete, tênis de mesa, karatê e natação –, a iniciativa também irá formar atletas em vôlei e handebol. A ampliação sera realizada por meio de emenda parlamentar de R$ 250 mil do deputado estadual Douglas Garcia, que visitou a Secretaria de Esporte e Prática Esportiva nesta terça-feira (20).

A Prefeitura, por sua vez, contribuirá com R$ 10 mil de contrapartida. O Centro de Formação Esportiva é um programa com o propósito de fomentar e desenvolver o esporte ao alcance de toda a população. O handebol atenderá cerca de 70 jogadores com idade entre 10 a 17 anos, enquanto o vôlei beneficiará cerca de 50 jogadores com idade entre 12 a 17 anos.

A princípio, os ginásios do Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonia e o Ginásio Noêmia Assumpção; serão destacados para receber os novos esportes, mas há outros lugares em estudo. As atividades serao realizadas dentro da retomada consciente da prática da atividade esportiva; como meio de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus; observando todas as normas do Plano São Paulo e os protocolos sanitários aprovados pelo Centro de Contingência à Covid-19, bem como as regras específicas do município.

“Este segundo convênio mostra que estamos no caminho certo no esporte. Estamos colhendo frutos desde o primeiro acordo nas diferentes modalidades, atendendo aproximadamente 200 atletas. As renovações seguem, já que temos expressivos resultados esportivos. Não vamos descansar para que o esporte andreense retome todo seu protagonismo, respeitando o momento de pandemia. Felizmente estamos vencendo esta guerra e com isso poderemos retornar ao desenvolvimento das atividades, competições”, disse o prefeito Paulo Serra.

Afinal o primeiro convênio firmado com o Governo do Estado teve a verba de R$ 540 mil. Ainda mais a Prefeitura cedeu à época R$ 75 mil como contrapartida em colaboração com o projeto, totalizando R$ 615 mil. Por fim o programa atendeu mais de 1.300 crianças desde seu início, sendo importante ferramenta para a descoberta de novos talentos.

Deixe uma resposta