Início Política ABC Tarcisio Secoli não intera lista de secretários presos

Tarcisio Secoli não intera lista de secretários presos

Da redação

Foram cumpridos pelo Ministério Público Federal, na última terça-feira (13), oito pedidos de prisão temporária, oito mandados de condução coercitiva e oito mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, São Bernardo do Campo, Barueri, Rio de Janeiro e Distrito Federal.
O motivo seria o desvio de verbas municipais e federais na construção do Museu do Trabalho e do Trabalhador em São Bernardo do Campo. Entre os envolvidos estão, Alfredo Luiz Buso, Sérgio Suster, José Cloves da Silva, todos Secretários Municipais de Obras. Osvaldo de Oliveira Neto, secretário municipal da Cultura; Mauro dos Santos Custódio, presidente da Comissão de Licitação (COJUL).
Na condição de agentes públicos, estão: Antonio Celio Gomes de Andrade, Carlos Alves Pinheiro, Elvio José Marussi, Eduardo dos Santos, Gilberto Vieira Esguedalho, Flávio Aragão dos Santos, Carlos Alberto Aragão dos Santos, Francisco de Paiva Fanucci, Marcelo Carvalho Ferraz, Artur Anísio dos Santos, Pedro Amando de Barros, Anderson Fabiano Freitas e Paulo Roberto Ribeiro Fontes.
Ressaltamos que o nome do secretário de Serviços Urbanos e ex-candidato à prefeitura da cidade, Tarcisio Secoli, não consta na lista do MP como envolvido neste caso, conforme citado na matéria publicada no portal da TV+ na última terça-feira.
Conheça as listas com os nomes dos secretários:

Deixe uma resposta